Apresentação

A Rede Latino-Americana de Estudos sobre Trabalho Docente (Rede Estrado) foi criada em 1999, por uma iniciativa do Grupo de Trabalho “Educação, Trabalho e Exclusão Social” do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (Clacso). Após identificar o número crescente de pesquisas sobre trabalho docente e do número de investigadores que se dedicavam a tais estudos na América Latina, buscou-se um espaço que pudesse agregar os interessados neste campo de investigação, de modo a aglutinar os esforços e se avançar nas discussões.
Desde o princípio a Rede integrou, além de pesquisadores vinculados a universidades, também sindicalistas e membros de outros movimentos que atuam em prol da valorização docente.
O objetivo geral da Rede Estrado é contribuir para a disseminação do conhecimento sobre o trabalho docente na América Latina e, consequentemente, para a construção de políticas públicas mais assertivas, que promovam a valorização deste profissional no que tange à sua remuneração, formação e satisfação.

Rede Latino Americana

Atualmente a Rede está estruturada em diversos países latino-americanos e possui intercâmbio com pesquisadores de países outras regiões, como Estados Unidos, Canadá, França, Inglaterra, Espanha e Portugal.
A interação entre os investigadores se realiza continuamente pela plataforma virtual, com o uso de sites e listas de e-mails que permitem o compartilhamento e debate de pesquisas sobre a questão docente.
Periodicamente são organizadas ainda atividades presenciais, como seminários nacionais e internacionais que se constituem como importantes espaços de interlocução e têm resultado na publicação conjunta de livros e periódicos. O Seminário Internacional da Rede Estrado está em sua décima primeira edição e já foi realizado em diferentes cidades latino-americanas (Rio de Janeiro, em 1999 e 2006; Guadalajara, em 2001; Belo Horizonte, em 2002; Buenos Aires, em 2003, 2005 e 2008; Lima, em 2010; Santiago, em 2012; Salvador, em 2014).